Neste Dia Mundial da Alimentação, torna-se cada vez mais importante promover hábitos saudáveis às nossas crianças.

 

Bons hábitos desde o berço

 

  1. Uma questão de açúcar. Até aos seis meses, o leite materno é o melhor alimento para o bebé. A partir do momento em que a criança passa à alimentação sólida, evitar ao máximo produtos muito doces. No caso de comida pré-cozinhada, ler bem as etiquetas e preferir alimentos isentos de açúcar.
  2. Evitar que a criança petisque entre as refeições, negando mesmo alimentos dados como prémio, normalmente como prémio quando se portam bem. Se a criança for muito gulosa, só permitir que coma doces uma vez por semana, sendo flexível se, por exemplo, houver mais que uma festa para o mesmo dia (sendo que uma destas substituírá um dos dias "doces"). É preciso ensinar desde cedo a comer devagar e a mastigar bem, assim como a beber água ou sumos naturais em vez de refrigerantes, mesmo os light, que contêm edulcorantes artificiais e outros aditivos que devem ser evitados.
  3. Incutir o consumo de frutas e verduras (o ideal são 5 doses por dia), legumes e peixe. A prática de exercício físico e de actividades ao ar livre.
  4. Não "cortar" a ingestão de pão, batatas, massas, arroz e leguminosas, pois são excelentes fontes de hidratos de carbono, qua fornecem energia.
  5. A diminuir a ingestão de carnes vermelhas, os fritos e as gorduras em geral, bolachas, bolos e outras guloseimas.
  6. As crianças não devem passar mais de 8 horas sem comer. Deste modo, beber um copo de leite simples poderá ser uma boa solução.

 

In Coisas de criança

sinto-me:
publicado por olharovazio às 22:33